Investir em imóvel na Pandemia é uma boa? | Construtora Sousa Araujo

Investir em um imóvel na Pandemia é uma boa?

Investir em imóveis na pandemia

Compartilhe o post

Investir na pandemia?

Mesmo em meio à Pandemia do Covid-19, o sonho de investir e realizar o sonho da casa própria ainda te enche de esperanças? Ou você quer investir e garantir retorno e valorização em um imóvel na planta? Pois então fique tranquilo, pois o momento é bom para que se aposte em um imóvel. Diversos corretores, consultores e imobiliárias já se adaptaram ao momento para que você tenha acesso sem precisar ir até o local, respeitando as recomendações dos órgãos competentes. A Sousa Araujo, por exemplo, criou a Visita e o Atendimento de forma virtual, no link: https://sousa-araujo.reservio.com é possível ficar por dentro de tudo sobre os empreendimentos e últimos lançamentos. Para ajudar você nessa etapa, abaixo você tem algumas informações importantíssimas e respostas sobre como investir em um imóvel durante a quarentena. Confira:

Agora não é melhor alugar?

Sem a menor dúvida, não! Já que, a situação antes da pandemia tinha o retorno da renda fixa superior a de um aluguel – por exemplo – com a queda da taxa de juros, o valor do imóvel financiado acaba compensando muito mais do que um aluguel, afinal, você estará adquirindo algo seu, que pode valorizar e render no futuro. Segundo o diretor executivo da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças) “Hoje, o rendimento líquido da renda fixa está abaixo de 0,30% ao mês. Alugar não compensa.”

A crise econômica não dificulta?

Na verdade não, ela facilita e muito, pois diversas famílias e, até mesmo, empresas, estão disponibilizando imóveis para venda, o que traz a famosa “lei da oferta e procura”, que resulta na queda de preços, tanto para quem quer realizar o sonho da casa própria quanto para o investidor, que tem condição de pagar o imóvel à vista, o que traria um lucro ainda maior na venda pós-pandemia.

Segundo Ricardo Rocha, professor de finanças do Insper, “Em 3 anos, com a futura recuperação da economia, quem investiu poderá revender o imóvel pelo preço de mercado e ter um retorno que a renda fixa jamais daria no período.”

Mas e as taxas não subiram?

Na verdade caíram ainda mais! Os cortes da Taxa Selic eram para ter terminado, mas com a pandemia do coronavírus surpreendendo o mundo todo, o BC (Banco Central) agiu e cortou ainda mais a taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual, indo para 3,75% ao ano, o menor patamar da história. É uma forma que o Banco Central tem para incentivar as pessoas a investirem com juros mais baixos.

Escolhi um imóvel. E agora?

São muitas mudanças na maneira como as pessoas começam e terminam a jornada de compra e investimento em um imóvel durante a pandemia, não é mesmo? Alguns lugares não estão atendendo, o fechamento temporário de diversas empresas também podem dificultar a transação, mas diversas empresas, como a Sousa Araujo, se adaptaram ao momento e estão atendendo de forma online, o que permite que você invista com tranquilidade e sem precisar sair do conforto da sua casa. E, para você ter uma ideia, diversas empresas conseguem, até mesmo, a assinatura do contrato de forma eletrônica, sem precisar do contato físico.

Por isso, invista com tranquilidade no seu imóvel, pois o momento é extremamente propício!

Gostou do texto sobre investimento em imóvel durante a pandemia? Então veja diversas outras matérias interessantíssimas no Blog Oficial da Sousa Araujo!

Mais Posts